Ficou em prisão preventiva o homem que matou a mulher na noite de quarta-feira, na via pública, junto ao tribunal de Braga, apurou a TVI.

O suspeito, que confessou o crime antes de ser detido, vai aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Braga, determinou o Tribunal Judicial de Guimarães.

O homem, funcionário da Bragaparques, com 47 anos, entregou-se à polícia, depois de esfaquear a mulher até à morte. Ao entrar na esquadra confessou ter matado a mulher e entregou a arma do crime, uma navalha. Ficou detido.

O crime, que terá acontecido em contexto de violência doméstica, ocorreu a 100 metros da esquadra da PSP de Santa Tecla e próximo da habitação do casal.

A vítima, de 46 anos, foi golpeada no pescoço e no peito, não resistindo aos ferimentos.

O alerta foi recebido pelas 22 horas.

Para o local foram mobilizados meios da Brigadas da Investigação Criminal da PSP, do INEM e da Polícia Judiciária.

O corpo da vítima só foi retirado durante a madrugada, depois da 01:00.