TVI24

“Quem tiver a oportunidade de ler o acórdão do tribunal que justifica a prisão preventiva de José Sócrates verifica que tudo o que está no acórdão tinha sido alvo de fuga do segredo de justiça”, disse o jurista num debate para discutir a manutenção da prisão preventiva do antigo primeiro-ministro.

“É um pouco dizer-lhe: ‘Olha filho, safas-te perante o juiz, mas não te safas perante a opinião pública e a tua reputação fica irremediavelmente afetada’”, acrescentou.


TVI24TVI

“Só com desenhos”



“Aquilo que me parece muito gravoso é que, se há uma promoção que visa desagravar a medida de coação, isso só pode significar que, por parte de quem a promove, a prisão preventiva deixou de ser necessária. (…) Não faz sentido que, depois de reconhecer que já não é necessária a prisão preventiva, o Ministério Público venha dizer que a prisão preventiva é a única alternativa”, considerou Paulo Sá e Cunha, sublinhando que “a prisão preventiva é uma medida de caráter excecionalíssima”.









“Preso político”








Não sei se o PS não vai sofrer em qualquer dos casos