Uma mãe e duas filhas ficaram hoje desalojadas devido a um incêndio no apartamento em que residem, no concelho de Almada (Setúbal), já extinto pelos bombeiros, disse à agência Lusa a Proteção Civil.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal referiu que os bombeiros receberam o alerta para o fogo às 14:14, tendo este sido dominado às 14:50 e considerado extinto, pelo que se deu início à operação de rescaldo cerca de 10 minutos depois.

O incêndio, num apartamento num prédio no Laranjeiro, “provocou três desalojados, que estão a contar com o apoio da Proteção Civil Municipal de Almada para serem realojados provisoriamente”, destacou o CDOS.

As chamas “terão começado na cozinha e terão afetado o resto da habitação”, a qual, após uma avaliação, “não oferecia condições de habitabilidade”, explicou a mesma fonte, ressalvando que o prédio, de 12 andares, foi também alvo de avaliação e “está seguro, tem condições de habitabilidade”.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Distrital de Setúbal da PSP limitou-se a esclarecer que os três desalojados são “uma mãe e as duas filhas”.

Para o local da ocorrência foram mobilizados 20 operacionais de três corporações de bombeiros (Cacilhas, Almada e Seixal), apoiados por seis veículos, que contaram com o apoio da PSP, EDP e do Serviço Municipal de Proteção Civil, disse o CDOS.

/ AM