Um atleta com cerca de 23 anos, de Barcelos, desapareceu, este domingo à tarde, no rio Minho durante uma prova de triatlo em Vila Nova de Cerveira, confirmou fonte do CDOS de Viana do Castelo à TVI24. O alerta foi dado às 15:45 e as buscas foram suspensas cerca das 20:00.

De acordo com o porta-voz da Marinha, em declarações à TVI24, o alerta de que o "atleta se teria sentido mal e estava em dificuldades foi dado pelos colegas".

As embarcações de apoio à prova deram início às buscas de imediato, tendo depois as operações sido reforçadas com meios da Polícia Marítima, da Comandância Naval de Tui, um meio aéreo do Salvamento Marítimo de Espanha, os bombeiros de Vila Nova de Cerveira.

A participar nas operações de busca e resgate estão 19 operacionais apoiados por seis veículos, seis embarcações e dois helicópteros: um da Força Aérea portuguesa e um da proteção civil espanhola. No local estão ainda meios do INEM.

Em declarações à agência Lusa, o comandante da Capitania de Caminha, Pedro Costa, adiantou que "o corpo do jovem, que iria completar 24 anos este mês, ainda não foi encontrado, sendo que as buscas vão continuar até que a luminosidade o permita".

Pedro Costa adiantou que "a família do jovem se encontrava no cais de Vila Nova de Cerveira, a acompanhar a prova".

O presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, que se encontra no local a acompanhar as operações de busca, explicou que "a primeira parte da prova incluía a travessia do rio Minho, entre o Espaço Fortaleza, em Goián, na Galiza, e o parque de transição no Cais do Rio Minho, em Vila Nova de Cerveira".

"No primeiro terço da prova, o jovem deixou de ser visto nadar. Os meios de socorro iniciaram de imediato as buscas, mas sem sucesso", especificou Fernando Nogueira.

A prova XII Triatlo da Amizade Cerveira-Tomiño, organizada pelos municípios de Vila Nova de Cerveira, Alto Minho, e Tomiño, Galiza, foi cancelada. Os atletas teriam de fazer um percurso de 750 metros no rio Minho.