Se na quarta-feira se assinalou o Dia da Consciencialização do Stress, esta quinta-feira assinala-se o Dia Internacional da Preguiça para lembrar que é preciso descansar.

O objetivo é pensar que ao não fazer nada, a pessoa está a fazer alguma coisa. O dia não está para atividades ao ar livre, mas uma sugestão para este dia pode bem passar por uns momentos simplesmente deitado no sofá.

Renata Benavente, psicóloga e membro da direção da Ordem dos Psicólogos, esteve no Diário da Manhã desta quinta-feira, e defende que "a preguiça pode ser boa para a saúde", principalmente, a psicológica. 

A preguiça pode ser não fazer nada ou pode ser dedicarmo-nos a atividades que nos dão prazer", disse.

A especialista disse que é importante "não fazer nada", porque o ser humano já está, por norma, sobrecarregado com trabalho, vida pessoal e emocional.

No entanto, alerta que a preguiça a um nível extremo, pode ser um indicador de depressão.