O Dilema desta quinta-feira analisou o plano de desconfinamento anunciado esta quinta-feira pelo primeiro-ministro, António Costa.

Ricardo Baptista Leite, médico e deputado do PSD, considera que o plano demonstra que “estamos a usar as metodologias da idade da pedra do coronavírus para abordar a pandemia no dia de hoje”, uma vez que, segundo o deputado, estão a ser utilizados os mesmos métodos que foram utilizados há um ano atrás, no final do primeiro confinamento.

Apesar de tudo o que hoje sabemos do combate à pandemia, continuamos a acreditar que o confinamento é o único instrumento que funciona”, afirmou.

O médico reforçou a ideia ao dizer que não apostar numa política de desconfinamento regionalizada e uma abordagem de testagem massiva poderá levar ao comprometimento da melhoria dos números da covid-19 em Portugal.

Joana Amaral Dias considera que existe uma tentativa de “diluição de responsabilidades políticas” e lembrou que são os idosos os que pagam o principal preço da má gestão da pandemia.

Temos um problema grave com a população idosa. São 6,5 da população e representam a fatia de leão da mortalidade da covid-19 em Portugal”, referiu.

Redação