A PSP deteve esta quinta-feira dois homens, de 26 e 31 anos, que integravam um grupo de cerca de 20 pessoas que participava numa festa, em Queluz, confirmou à agência Lusa o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis).

De acordo com a PSP, os agentes da polícia foram alertados, às 14:19, para uma festa com cerca de 20 participantes, na freguesia de Queluz, concelho de Sintra, distrito de Lisboa.

Segundo o Cometlis, dois homens “insurgiram-se contra os agentes” da PSP quando estes tentaram desmobilizar o grupo, agredindo-os, pelo que foram detidos por coação e resistência às autoridades.

Outras quatro pessoas, com idades compreendidas entre os 20 e os 30 anos, “tentaram auxiliar” os dois homens detidos e acabaram por ser identificadas pela polícia.

Um dos agentes da PSP e um dos detidos tiveram de receber tratamento hospitalar, adiantou a mesma fonte.

Até 17 de abril, de acordo com o decreto que regulamenta o atual período de estado de emergência, está impedida a concentração de pessoas na via pública, e as autoridades, incluindo as polícias municipais, podem "dispersar as concentrações superiores a cinco pessoas, salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar", além de recomendarem "a todos os cidadãos o cumprimento do dever geral do recolhimento domiciliário".

Todas têm também o poder para ordenar o recolhimento no respetivo domicílio, bem como fiscalizar as pessoas que ficam em "confinamento obrigatório" nos hospitais ou nas residências, designadamente os doentes com Covid-19 ou que estejam sob vigilância ativa, correndo o risco de "crime de desobediência".

O SARS-CoV-2, responsável pela pandemia da doença Covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 90 mil.

Dos casos de infeção, mais de 312 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 409 mortes e 13.956 casos de infeções confirmadas.

Dos infetados, 1.173 estão internados, 241 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 205 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

/ Publicado por CE