O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou, esta sexta-feira, que deteve dois estrangeiros em Lisboa, na sequência de mandados de detenção europeus emitidos pela França e pela Alemanha, no Sistema Nacional de Schegen e Interpol.

Depois de ouvidos no Tribunal da Relação de Lisboa, foi-lhes atribuída a medida de coação de prisão preventiva, enquanto aguardam o eventual processo de extradição para os respetivos países.

Numa outra operação, em Évora, o SEF detetou durante uma operação de fiscalização um menor estrangeiro, de 13 anos, a trabalhar num estabelecimento comercial, tendo sido feita uma participação por crime de violação do Código de Trabalho.

Em virtude deste facto configurar também um procedimento contraordenacional, foi dado conhecimento desta participação à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Ainda no decorrer desta operação, intitulada “Lava Jato”, foram detetados outros três cidadãos estrangeiros em situação irregular em território nacional, numa estação de limpeza automóvel em Évora, pelo que foram notificados para abandono voluntário do país.

O estabelecimento onde trabalhavam foi alvo de procedimento contraordenacional.