A GNR deteve 517 pessoas em flagrante delito durante as operações de combate à criminalidade e de fiscalização rodoviária realizadas em todo o país na última semana, indicou esta sexta-feira aquela força de segurança.

Num comunicado de balanço da atividade operacional realizada entre 1 e 7 de fevereiro, a GNR destaca as 209 detenções por condução sob efeito do álcool, 78 por condução sem habilitação legal, 56 por tráfico de droga, 15 por posse de arma proibida, 17 por furto, quatro por pesca ilegal, dois por permanência ilegal em território nacional e um por roubo.

Na última semana, os militares da GNR apreenderam também 28.271 doses de haxixe, 839 doses de cocaína, 378 doses de MDMA, 68 doses de liamba, 31 doses de heroína, 61 selos de LSD, 507 munições de diversos calibres, 21 armas brancas, 11 armas de fogo e quatro veículos, além de 101 quilos de bivalves, 4002 artigos contrafeitos e 4.256 euros em numerário.

No âmbito da fiscalização do trânsito, a GNR detetou 12.050 infrações, 3.388 das quais por excessos de velocidade, 580 por falta de inspeção periódica obrigatória, 557 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 498 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças e 486 por uso do telemóvel durante a condução.

Aquela força de segurança registou ainda 458 relacionadas com tacógrafos, 420 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei e 253 por falta de seguro de responsabilidade civil.