A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem, com 57 anos, pela alegada prática dos crimes de incêndio urbano e em viatura, e violência doméstica, no concelho de Celorico da Beira, distrito da Guarda.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda adianta em comunicado que identificou e deteve o presumível autor de um crime de incêndio em prédio urbano e outro em viatura automóvel, ambos cometidos ao início da tarde de segunda-feira, em contexto de violência doméstica, na localidade de Aldeia da Serra, no concelho de Celorico da Beira.

Ambos os incêndios foram ateados por meio de chama direta, com diversos pontos de início em várias divisões internas da residência onde o próprio detido residia, juntamente com a sua mulher e dois filhos, e também numa viatura automóvel pertencente a um destes últimos, que ficou totalmente destruída pelo fogo”, adianta a fonte.

Segundo a nota, no interior da residência, que ficou parcialmente destruída, “arderam também quase todos os móveis e outros objetos decorativos, assim como roupas e vários eletrodomésticos”.

“Apesar de se tratar de uma habitação isolada, existiu risco de propagação do incêndio, na medida em que toda a área envolvente é constituída por árvores e mato”, remata.

O detido, empresário de carpintaria, com referências policiais por maus-tratos e violência doméstica, foi presente às competentes autoridades judiciárias e ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

/ AG