A GNR deteve três homens em flagrante delito a furtar uma residência em Penafiel, no distrito do Porto, que, depois de presentes a tribunal, ficaram sujeitos a apresentações periódicas às autoridades, anunciou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a Guarda adiantou que os homens, de 19, 31 e 45 anos, foram detidos na quinta-feira, na sequência de uma investigação relacionada com crimes de furtos em lojas comerciais nesta cidade.

Neste âmbito, os militares monitorizaram, controlaram e vigiaram os suspeitos durante a noite, vendo-os a entrarem na habitação.

“Os militares, ao constatarem a introdução dos suspeitos na residência, desenvolveram uma ação planeada de forma a intercetá-los com os bens furtados”, sublinhou a GNR.

No momento em que os homens saíam da casa e se metiam num carro em fuga foram intercetados pelos militares, tendo-lhes sido apreendidas máscaras, luvas, lanternas, ferramentas e vestuário de cor preta, referiu.

Além deste material usado no furto, a GNR confiscou vários objetos, desde relógios, bijuteria, bebidas alcoólicas e artigos de higiene, acrescentou.

No decorrer das diligências, os militares fizeram ainda três buscas domiciliárias, apreendendo 220 maços de tabaco, uma televisão, ferramentas e 711 euros em moedas.

“De salientar que, no decorrer da vigilância efetuada e na monitorização dos suspeitos, foram observados dois dos suspeitos em momentos diferentes a conduzir, não possuindo nenhum dos dois habilitação legal para o efeito, preenchendo a prática do crime de condução sem habilitação legal”, sublinhou.

A GNR revelou ainda que os detidos têm antecedentes criminais pelo crime de furto e, um deles, por violência doméstica.

/ AM