A GNR deteve nos últimos sete dias 481 pessoas em flagrante delito, incluindo 174 por condução com álcool, 14 por posse de arma proibida, oito por violência doméstica e quatro por rapto, informou hoje esta força de segurança.

No conjunto de operações realizadas pela GNR entre 08 e 14 de março, foram ainda detidos em flagrante 100 pessoas por condução sem habilitação legal, 39 por tráfico de droga, nove por furtos, cinco por permanência ilegal em Portugal, três por invasão de recinto desportivo, três por violação de imposições e interdições e um por incêndio florestal.

As ações operacionais da GNR visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta e a fiscalização rodoviária, entre outros objetivos.

No âmbito das mesmas operações, a GNR apreendeu 4.448 doses de heroína, 4.236 doses de haxixe, 314 doses de cocaína, 134 sementes de canábis, 32 doses de canábis, 332 munições de diversos calibres, 16 veículos, 14 armas de fogo, 16 armas brancas, 24.419 artigos de material contrafeito, 624 quilos de pescada, 90 quilos de lampreia, 65 quilos de tecido, 11 quilos de lapas, três quilos de meixão e 1.829 euros.

Quanto ao trânsito, foram detetadas 10.801 infrações, destacando-se 2.366 excessos de velocidade, 699 por falta de inspeção periódica obrigatória, 512 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 469 por uso do telemóvel durante a condução, 472 relacionadas com tacógrafos, 431 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 364 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei e 294 por falta de seguro de responsabilidade civil.