A GNR deteve 400 pessoas, entre as quais 176 por condução sob efeito de álcool, e detetou 9.728 infrações de trânsito nas operações de combate à criminalidade e fiscalização rodoviária realizadas na última semana.

Num comunicado de balanço da atividade operacional da semana entre os dias 14 a 20 deste mês, a Guarda Nacional Republicana indica que, além das 176 detenções por condução sob o efeito do álcool, também foram efetuadas 96 por condução sem habilitação legal, 35 por tráfico de droga, 12 por furto, cinco por posse ilegal de armas, quatro por violência doméstica e duas por posse de arma proibida.

Os militares apreenderam 665 plantas de canábis, 1.966 doses de heroína, 242 doses de cocaína, 6.607 doses de liamba, e 16 doses de óleo de canábis.

Foram também apreendidas 18 armas de fogo, 17 armas brancas e/ou proibidas, nove veículos e 660 euros dinheiro.

No âmbito da fiscalização de trânsito, a GNR detetou 9.728 infrações, 4.594 das quais por excessos de velocidade, 451 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 327 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido, 310 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e sistema de retenção para crianças, e 274 por uso do telemóvel durante condução.

Do total de infrações detetadas há ainda a registar 274 relacionadas com tacógrafos e 232 por falta de falta de seguro de responsabilidade civil.

/ AG