Dois homens que tinham sido detidos na quarta-feira por suspeitas de carjacking em Felgueiras e de roubos a taxistas noutros concelhos do Vale do Sousa vão aguardar julgamento em prisão preventiva, informou, esta sexta-feira, a GNR.

Segundo a autoridade, os militares detiveram dois suspeitos que se encontravam em violação da medida de coação de prisão domiciliária há cerca de dois meses.

Aquela medida de coação, refere ainda a GNR, tinha sido imposta pelo tribunal no decurso de um inquérito em investigação pela "prática reiterada de crimes de roubo".

Em comunicado, a GNR refere que, "já após a violação das medidas de coação, um dos suspeitos, de 32 anos, terá praticado vários roubos a taxistas da região de Vale do Sousa".

O homem solicitava às vítimas o serviço e, mais tarde, já depois ter sido prestado, sob ameaça com recurso a uma arma branca, roubava dinheiro e telemóveis, entre outros objetos de valor.

O detido é ainda suspeito de ter praticado o roubo de duas viaturas em Felgueiras, onde abordava as vítimas ao volante, ameaçando com recurso a arma branca.

Os condutores eram obrigados a abandonar os veículos e a deixar a chave e os restantes bens no interior das viaturas.