A PSP deteve quase 3.000 pessoas e apreendeu 622 viaturas, 295 armas e mais de 260 doses individuais de droga durante os três meses e meio da “Operação Verão Seguro 2018”.

Num comunicado para divulgar os resultados da “Operação Verão Seguro 2018 – Polícia Sempre Presente”, realizada entre 15 de junho e 30 de setembro, a PSP refere que foram feitas 2.926 detenções:

  • 515 das quais através de mandados de detenção
  • 59 por posse ilegal de arma
  • 536 por tráfico de droga
  • 1075 por condução sob efeito de álcool
  • 482 por condução ilegal
  • 65 por agressão a agente policial
  • 167 por furto
  • 27 por roubo

A PSP aprendeu também 622 viaturas, 295 armas, 1727 documentos e 267.757 doses individuais de droga.

No âmbito rodoviário, a PSP fiscalizou 209.943 veículos e registou 54.519 infrações de trânsito, 18.584 das quais detetadas por radar, 715 por falta de seguro, 821 por falta de cinto de segurança, 1.641 por uso do telemóvel durante a condução e 925 por falta de sistema de retenção de crianças.

Durante os três meses e meio da operação, a Polícia de Segurança Pública registou 17.203 acidentes, dos quais resultaram 26 vítimas mortais, 185 feridos graves e 5.266 feridos ligeiros.

Em relação à operação realizada no verão de 2017, a PSP registou este ano mais 564 acidentes, menos cinco mortos, menos 12 feridos graves e menos cinco feridos ligeiros.

Na operação deste ano estiveram envolvidos mais de 33.000 polícias e cerca de 10.500 veículos policiais, que realizaram cerca de 4.500 operações de fiscalização.

Policiamento junto das casas

No âmbito do programa “Chave Direta”, policiamento junto das casas quando o proprietário vai de férias, a PSP vigiou 1.965 residências, das quais duas foram alvo de furto.

A Polícia recebeu, desde 28 de maio, 89.132 pedidos de pulseiras inseridas do programa “Estou Aqui Crianças”, que consiste na distribuição de pulseiras gratuitas para crianças dos dois aos 10 anos.

Segundo a PSP, das mais de 89 pulseiras pedidas, 70.104 foram ativadas.

No âmbito do projeto das Comissarias Europeias, a Polizia di Stato (Itália), Police Nationale (França) e do Corpo Nacional de Polícia (Espanha) patrulharam, durante o verão, as localidades e Lisboa, Porto, Faro, Olhão, Portalegre, Castelo Branco, Elvas, Braga, Guarda, Bragança e Peniche.

Por sua vez, a PSP enviou polícias para Espanha, para ações de patrulhamento conjunto com o Corpo Nacional de Polícia, nomeadamente para as cidades de Zamora, Salamanca e Badajoz, e também para França, cidade de Paris, em ações de patrulhamento conjunto com a Police Nationale francesa.