Portugal registou, esta sexta-feira, mais dois mortos e 235 novos casos de infetados por Covid-19, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim da DGS, desde o início da pandemia até hoje registaram-se 53.783 casos de infeção confirmados e 1.772 mortes.

Já a região de Lisboa e Vale do Tejo contabilizou mais 149 casos que no dia anterior. As duas mortes registadas foram também nesta região.

165_DGS_boletim_20200814.pdf by Patrícia Pires on Scribd

Nas últimas 24 horas recuperaram da doença 197 pessoas, 348 pessoas estão internadas (menos 10 em relação a quinta-feira), das quais 41 em unidades de cuidados intensivos, mais dois relativamente ao dia anterior.

Na região norte foram notificados mais 52 casos totalizando agora 19.353, a região Centro tem 4.568 casos confirmados, mais oito em relação a quinta-feira, o Algarve contabiliza 957 casos, mais onze, e o Alentejo tem 799 casos, mais treze casos.

A Madeira aumentou o número de casos para 128, mais dois que no dia anterior, e nenhuma morte, e os Açores não registou mais qualquer caso, totalizando 184 situações de infeção e mantém o número de óbitos (15).

A região Norte continua a registar o maior número de mortes (838), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (627), o Centro (253), Alentejo (22), Algarve (17) e Açores (15).

A maior parte dos casos de infeção são mulheres (29.690), contra os 24.093 homens que contrariam a doença e, em termos gerais, há mais infetados na faixa etária entre 40 e 49 anos (8.865), seguindo-se a faixa entre 30 e 39 anos, que contabiliza hoje 8.803 casos.

A faixa etária entre os 20 e os 29 anos totaliza desde o início da pandemia 8.307 casos, enquanto na faixa dos 50 aos 59 anos, os casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2 situa-se nos 8.073.

Com mais de 80 anos, tiveram infeções confirmadas 6.059 pessoas, enquanto 5.3364 pessoas entre os 60 e os 69 anos adoeceram.

A covid-19 já afetou em Portugal 1.986 crianças até aos 9 anos e 2.533 entre os 10 e os 19 anos.

Os dados indicam ainda que, do total das vítimas mortais, 891 são homens e 881 são mulheres.

Por faixas etárias, o maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos (1.184), seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (347), entre 60 e 69 anos (158) e entre 50 e 59 anos (57).

Há ainda 20 mortos registados entre os 40 e 49 anos, quatro entre os 30 e 39 e dois entre os 20 e 29 anos.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 36.345 pessoas e aguardam resultado laboratorial 1.298 pessoas, mais 50 do que no dia anterior.

Patrícia Pires / com Lusa (atualizado às 16:41)