Portugal contabiliza hoje mais 66 mortes associadas à covid-19 e 6.951 novas infeções, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Estão internadas 2.806 pessoas, menos 34 do que na quinta-feira, das quais 483 nos cuidados intensivos (mais uma).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6.972 mortes e 420.629 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 74.989, mais 2.493 do que na quinta-feira.

As autoridades de saúde mantêm em vigilância 91.527 contactos, mais 2.993 relativamente ao dia anterior.

O boletim revela também que mais 4.392 pessoas foram dadas como recuperadas, elevando o total para 334.276.

Boletim 1 de Janeiro by TVI24 on Scribd

Relativamente às 66 mortes registadas nas últimas 24 horas, menos dez do que no período anterior, 28 ocorreram na região Norte, 10 na região Centro, 23 em Lisboa e Vale do Tejo, três no Alentejo, uma no Algarve e uma na Madeira.

Ainda segundo o boletim da DGS, a região Norte foi a que registou o maior número de novas infeções nas últimas 24 horas (2.745). Desde o início da pandemia, a região contabilizou 212.709 casos de infeção e 3.222 mortes.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, foram notificadas 2.131 novas infeções, contabilizando-se até agora 135.870 casos e 2.415 mortes.

Na região Centro, registaram-se mais 1.474 casos, acumulando-se 49.195 infeções e 1.006 mortos.

No Alentejo, foram assinalados mais 308 casos, totalizando 11.431 infeções e 221 mortos.

A região do Algarve tem hoje notificados 199 novos casos, somando 7.897 infeções e 72 mortos.

A Madeira registou 41 novos casos. Esta região autónoma contabiliza 1.642 infeções e 14 mortes.

Nos Açores foram registados 53 novos casos nas últimas 24 horas, somando 1.885 infeções e 22 mortos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 189.016 homens e 231.465 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 148 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 3.623 eram homens e 3.349 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguido das pessoas com idade entre os 70 e os 79 anos.

Portugal iniciou no domingo a primeira fase de vacinação contra a covid-19, com o primeiro lote de 9.750 doses da vacina desenvolvida pela Pfizer-BioNTech a ser distribuída pelos profissionais de saúde.

O estado de emergência, decretado em 0 de novembro, foi renovado até 7 de janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Redação / LF