A GNR recuperou mais de 23 mil euros dos cerca de 30 mil euros que um homem, entretanto constituído arguido, furtou de uma casa em Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo, foi divulgado esta sexta-feira.

Contactada pela Lusa, a propósito de um comunicado enviado às redações, fonte do Comando Territorial da GNR Viana do Castelo "adiantou que do total da verba furtada, o homem já tinha gastado cerca de sete mil euros na compra de um carro e outros bens, apreendidos durante a operação realizada, na quinta-feira.

Durante a investigação, que decorria há cerca de um mês, na sequência do furto àquela residência, o homem, de 36 anos, "confessou" a autoria do crime aos militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Arcos de Valdevez.

Segundo a fonte da GNR, "o homem trabalhava em Ponte de Lima e conhecia bem a casa e o que tinha no seu interior".

A ação policial incluiu o cumprimento de dois mandados de busca domiciliária, um foi realizado na habitação do homem em Ponte de Lima e o outro "numa segunda casa em Estarreja, no distrito de Aveiro, onde foram apreendidos 23.550 euros, um veículo ligeiro de passageiros, diversos documentos relativos a compras de bens".

O detido foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Arcos de Valdevez.

/ MJC