O número de mortes por Covid-19 em Portugal subiu para 409 nas últimas 24 horas, com 13.956  infetados em todo o país, revela o relatório epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quinta-feira.

Em relação ao dia de ontem, há mais 815 infetados, o que significa um aumento de 6,2% no número de casos. Registam-se ainda mais 29 vítimas mortais (mais 7,6%). 

Estão internados 1.173 doentes, 241 dos quais em cuidados intensivos. 

Nesta altura, a letalidade por Covid-19 em Portugal é de 2,9% a nível global, mas o número sobe para 11% nos maiores de 70 anos.

A aguardar resultado laboratorial encontram-se 3.801 pessoas e há 205 casos recuperados da doença.

Em relação aos óbitos, quatro registam-se na faixa etária entre os 40 e os 49 anos, 10 entre os 50 e os 59 anos, 42 entre os 60 e os 69 anos, 88 na faixa dos 70 aos 79 anos e 265 nos maiores de 80 anos. 

A região Norte é aquela que regista maior número de vítimas mortais (224), seguindo-se a região Centro (104), Lisboa e Vale do Tejo (72), Algarve (8) e Açores (1). Alentejo e Madeira não registam qualquer morte até agora.

Lisboa é o concelho com maior número de casos confirmados (797), seguindo-se Porto (776), Vila Nova de Gaia (631), Gondomar (587), Braga (521) e Maia (512).

Há ainda 91 pessoas infetadas com o vírus nos Açores e 53 na Madeira.

A DGS regista 24.708 contactos em vigilância pelas autoridades (menos 227 do que na quarta-feira).

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (2.483), seguida dos 50 aos 59 anos (2.457), dos 30 aos 39 anos (2.013) e dos 60 aos 69 anos (1.780).

Há ainda 206 casos de crianças até aos nove anos, 351 de jovens com idades entre os 10 e os 19 anos e nas idades entre os 20 e os 29 anos há 1.444 casos.

Os dados indicam também que há 1.284 casos de pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos e 1.938 com mais de 80 anos.

Globalmente, há em Portugal 7.994 mulheres infetadas e 5.962 homens.

Segundo o relatório da DGS, 159 casos resultam da importação do vírus de Espanha, 118 de França, 68 do Reino Unido, 43 da Suíça, 42 dos Emirados Árabes Unidos, 29 de Itália, 25 de Andorra, 22 do Brasil, 19 dos EUA, 16 dos Países Baixos, 14 da Austrália, 12 da Argentina, nove da Bélgica, nove da Alemanha, sete da Áustria, cinco do Canadá e quatro da Índia.

O boletim dá ainda conta de três casos importados do Egito, três da Guatemala e outros três de Israel, dois da Irlanda, dois do da Jamaica, dois do Luxemburgo, dois de Malta e outros dois da Tailândia.

Foram ainda importados um caso da Alemanha e Áustria e outro da Alemanha e Irlanda. Há igualmente registo um caso importado de países como Azerbaijão, Cabo Verde, Chile, Cuba, Dinamarca, Indonésia, Irão, Maldivas, Marrocos, México, Noruega, Paquistão, Polónia, Qatar, República Checa, Singapura, Suécia, Ucrânia e Venezuela.

Segundo a DGS, 58% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 45% febre, 31% dores musculares, 28% cefaleia, 23% fraqueza generalizada e 17% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 78% dos casos confirmados.

Açores com 12 novos casos

A Autoridade de Saúde dos Açores informou hoje que foram diagnosticados 12 novos casos de covid-19 na região nas últimas 24 horas, todos na ilha de São Miguel.

Os casos diagnosticados em São Miguel, diz a entidade em nota à imprensa, reportam-se a 11 mulheres com idades compreendidas entre os 21 e os 87 anos, e um homem, de 67 anos, todos infetados "na sequência da cadeia de transmissão secundária originária do concelho da Povoação".

Os doentes "apresentam situação clínica estável e encontram-se no domicílio" também no lar de idosos do concelho do Nordeste, o primeiro na região autónoma a registar casos positivos de covid-19.

Até ao momento, já foram detetados nos Açores um total de 84 casos, verificando-se três recuperados, um óbito e 80 casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19.

Os casos dividem-se entre São Miguel (46), Terceira (oito), Graciosa (quatro), São Jorge (sete), Pico (dez) e Faial (cinco).

Bárbara Cruz / Atualizada às 14:10