Portugal regista mais 228 casos de Covid-19 e mais 16 mortes nas últimas 24 horas, informa o boletim da Direção-Geral da Saúde. No total, o número de casos ascende aos 29.660 (+0,8) e o número de óbitos chega aos 1.263 (+1,3). Em relação aos casos recuperados, chegam aos 6.452, mais 21 do que no dia anterior. 

O número de internados em cuidados intensivos é, pela primeira vez desde o dia 27 de março, inferior a 100: o relatório da DGS dá conta de 93 doentes em cuidados intensivos e 609 doentes hospitalizados.

A recuperar em casa estão 21.336 pessoas.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (713), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (289), do Centro (230), do Algarve (15), dos Açores (15) e do Alentejo, que regista um óbito, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de terça-feira, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Em relação à caracterização dos óbitos por idades, regista-se uma morte na faixa etária dos 20 aos 29 anos, 13 mortes na faixa etária dos 40 aos 49 anos, 40 óbitos entre os 50 e os 59 anos, 113 mortes entre os 60 e os 69 anos, 246 mortes entre os 70 e os 79 anos e 850 mortes em doentes com mais de 80 anos.  No total, morreram 617 homens e 646 mulheres.

O concelho com mais casos a nível nacional é o de Lisboa, com 2.046 casos, seguido por Vila Nova de Gaia, com 1.521 casos, Porto, com 1.334, Matosinhos com 1.245 e Braga com 1.196.

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, totalizando 16.488, seguida pela região de Lisboa e Vale do Tejo, com 8.688, da região Centro, com 3.655, do Algarve (356) e do Alentejo (248).

Os Açores registam 135 casos de Covid-19 e a Madeira contabiliza 90 casos confirmados, de acordo com o boletim divulgado esta quarta-feira.

A DGS regista também 25.281 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Quanto ao número de casos confirmados por faixa etária, 537 são em crianças até aos nove anos, 943 casos  são na faixa etária dos 10 aos 19 anos, 3.707 casos dos 20 aos 29 anos, 4.364 dos 30 aos 39 anos, 5.005 entre os 40 e os 49 anos, 4.999 casos entre os 50 e os 59 anos, 3.295 casos entre os 60 e os 69 anos, 2.436 casos entre os 70 e os 79 anos e 4.374 casos em maiores de 80 anos. 

Em relação aos sintomas reportados, 29% dos infetados tem febre, 41% tem tosse, 12% sente dificuldades respiratórias, 19% diz ter cefaleia, 21% reporta dores musculares e 15% fraqueza generalizada. 

Açores sem novos casos regista 146 infetados desde início do surto

Os Açores não registaram nas últimas 24 horas novos casos positivos de Covid-19, mantendo a região um total de 146 casos de infeção detetados desde o começo do surto, disse esta quinta-feira a Autoridade de Saúde Regional.

No seu comunicado diário, a entidade informa que as 513 análises realizadas nas últimas 24 horas nos dois laboratórios de referência da região, em São Miguel e na Terceira, “não revelaram novos casos positivos de Covid-19".

Até ao momento, já foram detetados na região um total de 146 casos de infeção, verificando-se 110 recuperados, 16 óbitos e 20 casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, destes, 16 em São Miguel, um na Graciosa e três no Pico.

A Autoridade de Saúde dos Açores reitera a necessidade de as medidas de prevenção e contenção da pandemia serem "mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social".

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 323 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Bárbara Cruz / Com Lusa