A diverticulite é uma doença gastrointestinal que se caracteriza pela inflamação dos divertículos, que são sacos que se desenvolvem através de fraquezas da parede do cólon.

Rui Tato Marinho, presidente da Sociedade de Gastroenterologia, explicou esta terça-feira, no Diário da Manhã, quais são os sinais a que a população deve estar atenta.

A grande maioria das pessoas não sabe que tem os sintomas que muitas vezes são evidenciados através de dores de barriga, diarreia e mal estar", explicou o especialista, sublinhando que a diverticulite confunde-se várias vezes com cólicas.

Rui Tato Marinho alertou que a colonuscopia é a melhor forma de diagnosticar a doença, embora seja um procedimento temido por muitos.

Mas o que são os divertículos? "São bolsinhas, saquinhos que saem para lá da parede do intestino. É um ponto fraco".

Rui Tato Marinho explicou que, por vezes, a "bolsinha" que comunica com o intestino, infeta devido à retenção de fezes. 

O tratamento é feito através de um antibiótico, mas muitas vezes é necessária ser feita uma cirurgia. 

  
O sedentarismo, a obesidade e o consumo de tabaco estão associados a um aumento do risco de diverticulite que afecta cerca de metade da população ocidental pelos 60 anos e quase toda pelos 80 anos.

/ HCL