Mergulhadores da Guarda Nacional Republicana recolheram um fardo de haxixe com 10 quilos, na Praia do Amado, em Aljezur (Faro), «preso a uma bóia» junto às embarcações de pesca. A informação é avançada pela Lusa, que cita fonte da GNR.

O fardo de haxixe foi retirado a cerca de 12 metros de profundidade, ao final da tarde de quinta-feira, quando oito mergulhadores da Unidade Especial de Operações Subaquáticas treinavam junto ao Porto do Forno da Carrapateira, na costa Vicentina, segundo a mesma fonte.

As autoridades admitem que o fardo de haxixe será proveniente de alguma descarga de droga efectuada ao largo por um barco, que a terá transferido para embarcações mais pequenas, traineiras ou mesmo pequenos botes de pesca, segundo um inspector da Polícia Judiciária (PJ), também a acompanhar a descoberta.

A unidade de mergulho da Guarda Nacional Republicana reforçou esta sexta-feira de manhã os meios no local e começou a «varrer o fundo do porto, na tentativa de recuperar mais fardos», disse à Lusa o capitão Marco Cruz, da GNR.

No início desta semana, a PJ anunciou o desmantelamento de uma organização internacional que se dedicava ao tráfico de haxixe, com a detenção de seis pessoas de diferentes nacionalidades e a apreensão de mais de sete toneladas de droga proveniente de Marrocos.