Dois homens de 46 e 37 anos foram detidos por suspeita de tráfico de droga, na quarta-feira, no concelho da Moita, no distrito de Setúbal, tendo-lhes sido aprendidas 16.330 doses de haxixe, anunciou, esta quinta-feira, a GNR.

Num comunicado de imprensa, o Comando Territorial de Setúbal, através do Núcleo de Investigação Criminal de Montijo, explicou que as detenções ocorreram no âmbito de uma investigação, durante três meses.

Na sequência da investigação, as autoridades realizaram duas buscas domiciliárias e uma a um veículo.

Durante as buscas, a GNR apreendeu 16.330 doses de haxixe, duas doses de folhas e sumidades floridas ou frutificadas de canábis, duas balanças digitais, um veículo, um telemóvel, uma tábua, uma navalha, uma faca, dois x-atos e 928 euros em numerário.

Os suspeitos foram presentes hoje a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial do Barreiro, em Setúbal.

A investigação contou com o apoio da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário do Destacamento Territorial do Montijo.

Um dos homens detidos com 16.330 doses de haxixe fica em prisão preventiva

Um dos homens detidos por posse de 16.330 doses de haxixe, na quarta-feira, no concelho da Moita, no distrito de Setúbal, ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva, anunciou hoje a GNR.

Num comunicado de imprensa, o Comando Territorial de Setúbal, através do Núcleo de Investigação Criminal de Montijo, referiu que o suspeito já era antecedente pela prática de tráfico de droga.

Os suspeitos foram presentes esta quinta-feira a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial do Barreiro, em Setúbal, onde o outro homem ficou com termo de identidade e residência.