Uma cidadã estrangeira foi intercetada no aeroporto de Lisboa com cerca de 100 bolotas de cocaína, informou este domingo em comunicado o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

A mulher, de 29 anos, foi conduzida ao controlo documental de segunda linha assegurado pelos inspetores do SEF, «para melhor verificação das condições de entrada e motivos da vinda para Portugal, tendo sido confirmada a suspeita de que era portadora de produto estupefaciente no interior do seu organismo».

Posteriormente, com a colaboração da Autoridade Tributária e Aduaneira e da Polícia Judiciária, a mulher foi revistada e transportada para um hospital, «estando ainda as autoridades competentes a determinar a quantidade exata de produto estupefaciente», refere a nota do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O SEF entregou a cidadã à Autoridade Tributária e Aduaneira, tendo a sua estada em Portugal sido autorizada para ser presente a tribunal.
Redação / CM