Uma mulher foi detida este fim de semana pela Polícia Judiciária (PJ) no Aeroporto da Madeira, depois de ser apanhada em flagrante delito na posse de cerca de 10 quilos de heroína.

A detenção resulta de uma investigação que as autoridades denominaram Operação Pico Ruivo, que durou quatro meses e tinha em vista o "desmantelamento de um circuito relevante de abastecimento de droga à Região Autónoma da Madeira".

Trata-se da maior apreensão de heroína, registada na Região Autónoma da Madeira, sendo a quantidade apreendida suscetível de corresponder a aproximadamente 120 mil doses individuais", informa a PJ.

A mulher, que tem 55 anos e é residente na região da Grande Lisboa, foi presente às autoridades judiciárias para interrogatório, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

As investigações prosseguem a cargo da Polícia Judiciária.

António Guimarães