Portugal mantém uma trajetória positiva na avaliação que o Centro Europeu para o Controlo de Doenças faz do combate à pandemia na Europa. O país é o terceiro da Europa com menos casos notificados por 100 mil habitantes, sendo ultrapassado, neste momento, pela Islândia e pela Finlândia.

 

Portugal regista assim uma taxa de infeções por 100 mil habitantes de 66.75, uma descida desde a última avaliação. Islândia regista 44.49 no mesmo indicador e a Finlândia está com uma taxa de incidência de 66.22. 

Inversamente, o Chipre ( 1221.16 ) e a Croácia ( 741.67) são os países que registam um maior aumento de casos no mesmo indicador. O Chipre mantém-se como o caso mais preocupante na Europa, a Croácia regista um aumento na incidência durante esta semana.

Na avaliação do número de mortes notificadas por 100 mil habitantes, o nosso país exibe uma realidade inversa à evolução da pandemia na Europa. Portugal é o segundo melhor neste índice, com uma taxa inferior a cinco mortos por 100 mil habitantes (4.56). Só a Islândia tem um valor menor que, neste momento, é nulo.

Também a Finlândia e a Dinamarca se distinguem com bons resultados neste indicador, 5.79 e 5.84, respetivamente.

Em relação ao mapa que combina a incidência da doença na população e a quantidade de testes realizados, Portugal permanece com uma cor alaranjada, semelhante a países como a Noruega e a Dinamarca.

Portugal registou esta quinta-feira mais uma morte e 470 novos casos de covid-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nos hospitais estão ainda 324 doentes com covid-19 e mais uma pessoa em unidades de cuidados intensivos, onde no total estão 89 doentes.

O número de casos ativos está em 23.733, menos 76 do que na quarta-feira, e o número de contactos em vigilância desceu para 24.315, menos 397 do que no dia anterior.