O consumo de gás natural atingiu o valor mais alto de sempre em Portugal na quinta-feira, dia 19 de janeiro.

“A capacidade horária do gasoduto esteve perto seu limite, repetidamente, nos últimos dias”, revela a REN, que que gere o sistema elétrico nacional, em comunicado.

No mesmo dia, o consumo de eletricidade também registou o valor mais elevado desde janeiro de 2011, ou seja, dos últimos seis anos.

“Este consumo foi abastecido com 46% de renováveis, 22% de carvão e 26% de gás natural em centrais de ciclo combinado”, acrescenta a empresa.

 

O Terminal de GNL de Sines atingiu, no passado dia 12 de janeiro, o máximo da sua capacidade de injeção física de gás natural no gasoduto de transporte de Sines.

Isto reflete "o aumento do consumo de gás natural em Portugal que resultou da vaga de frio que assola o país e das necessidades de produção de eletricidade”.

 

O Terminal de Gás Natural da REN em Sines atingiu 100% da sua capacidade de injeção na rede, tendo ainda sido responsável por 89% do consumo nacional de energia no dia 12 de janeiro.

“Nos últimos dias, o Terminal tem vindo a registar valores próximos do seu máximo”, explica a REN.

 

No dia mais frio do ano (até agora), 19 de janeiro, “atingiu-se um máximo histórico no consumo de gás natural, 252.4 GWh, sendo que o valor do mercado elétrico atingiu 103.2 GWh e o valor do mercado convencional 149.2 GWh”, conclui.