A FNE alertou esta sexta-feira para a necessidade de «um esforço muito grande» da parte da ministra da Educação, Isabel Alçada, para obter um consenso dos professores relativamente ao estatuto e avaliação da carreira docente.

João Dias da Silva, secretário-geral da Federação Nacional dos Sindicatos da Educação, revela que «agora, é necessário passarmos dos anúncios, destas afirmações de princípios, para a sua concretização», afirmou à Lusa.

Isabel Alçada, na Grande Entrevista, na RTP1, que «para a semana, já vão aparecer com certeza soluções e possibilidades. Vamos colocá-las primeiro aos professores e vamos trabalhar com eles».

Questionada sobre quando serão anunciadas as regras definitivas do novo modelo de avaliação de desempenho, a ministra começou por afirmar «a muito curto prazo», mas mais à frente apontou para «ainda este ano lectivo».

O representante da FNE realçou que a nova ministra «não fez uma ruptura com o passado», embora tenha «manifestado a disponibilidade de apresentar soluções novas».

«Da nossa parte, estamos disponíveis para realizar o esforço que for necessário», assegurou João Dias da Silva, esperando que seja alcançada «a pacificação das escolas».