O Ministério da Educação suspendeu o professor da Escola Secundária Eça de Queirós, na Póvoa de Varzim, que se "gabava" de não ser vacinado e aconselhou os alunos a seguirem o seu canal no Youtube, onde aparece em vídeos nu e de cuecas.

O docente foi suspenso, no seguimento do processo disciplinar, com pedido de suspensão preventiva, instruído esta quarta-feira pelo diretor da Escola", informou o Ministério da Educação em comunicado.

O professor de Economia e Direito terá dito aos alunos que não está vacinado contra a covid-19 e terá aconselhado os alunos do 12º ano a verem e a subscreverem um canal de YouTube onde apresenta vários vídeos em que aparecia nu na casa de banho. Os vídeos causaram indignação entre alunos e encarregados de educação.

A direção da escola admitiu que os videos não eram "adequados ao ambiente escolar".

Ao final da tarde de quarta-feira, o diretor da escola, José Eduardo Lemos, face às queixas dos pais e perante uma situação que estava já a causar instabilidade na escola, instaurou ao docente um processo disciplinar e pediu a sua suspensão imediata, que foi agora aceite pelo Ministério da Educação.

Redação / MJC