O Nós, Cidadãos! desafiou esta quinta-feira o juiz Carlos Alexandre a ser o cabeça de lista do partido às eleições europeias de 26 de maio através de um comunicado colocado no seu ‘site’.

Como garantia de uma liderança firme e respeitada, que o seu passado amplamente lhe confere, (...) vem o Nós, Cidadãos! apelar ao juiz Carlos Alexandre para que encabece a lista de deputados de uma candidatura de cidadãos ao Parlamento Europeu”, afirma no comunicado.

O partido acrescenta que a escolha de Carlos Alexandre foi feita “após um longo diálogo e contactos que ainda prosseguem com movimentos cívicos de todo o continente, Regiões Autónomas e Portugueses da Lusofonia, com representantes da sociedade civil, do patronato e dos sindicatos, com um ex-presidente da República e ex-candidatos presidenciais”.

O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal Carlos Alexandre, 56 anos, tornou-se conhecido após ter decretado a prisão preventiva de personalidades como o ex-primeiro-ministro José Sócrates ou o banqueiro Ricardo Salgado, sendo chamado de “superjuiz”.

Neste apelo para que Carlos Alexandre encabece a lista de deputados ao Parlamento Europeu, o Nós, Cidadãos! escreve ainda que “Portugal tem de ter uma voz na Europa que também seja a voz da Europa em Portugal e que saiba escutar as aspirações dos Portugueses na construção de uma sociedade mais justa, mais livre, mais próspera e mais solidária”.

Face aos desafios mundiais, também a União Europeia anseia por reformas que incrementem uma melhor partilha dos benefícios e custos, que limitem os custos da periferia, que estabeleçam um contrato europeu de trabalho, e que pugnem pela segurança e defesa dos cidadãos e pela dignificação da Justiça, mormente através do combate sem quartel à corrupção”, acrescenta partido no comunicado.

O desafio do Nós, Cidadãos! surge também na sequência de “um movimento que é muito maior do que o partido e que inclui movimentos de autarcas independentes, movimentos cívicos, sindicatos e entidades patronais”, afirmou por seu lado à agência Lusa o ex-candidato presidencial Cândido Ferreira, defensor da escolha de Carlos Alexandre como candidato.

Como os movimentos de independentes não podem concorrer às eleições europeias, o Nós, Cidadãos! seria o partido pelo qual o juiz se candidataria, defendem.

Entendemos que esta candidatura honrará Portugal e trará uma maneira diferente de fazer política, estamos convictos de que é este o sentimento dos portugueses”, disse Cândido Ferreira, que é militante do Partido Socialista.

As eleições para o Parlamento Europeu estão marcadas para o próximo dia 26 de maio, e já são conhecidos os cabeças de lista João Ferreira (eurodeputado, pela CDU), Nuno Melo (eurodeputado, CDS-PP), Marisa Matias (eurodeputada, BE), Paulo Sande (assessor do Presidente da República, Aliança) e Francisco Guerreiro (assessor parlamentar, PAN).

O Nós, Cidadãos! é liderado por Mendo Henriques e foi reconhecido como partido pelo Tribunal Constitucional em 23 de março de 2015.

Nesse ano, concorreu às eleições legislativas e obteve 22.439 votos (0,4%), o que não lhe permitiu eleger qualquer deputado.

Carlos Alexandre rejeita convite

O juiz Carlos Alexandre rejeitou esta quinta-feira o desafio formulado pelo partido Nós, Cidadãos! para encabeçar uma lista às eleições europeias de 26 de maio, afirmando não estar no seu “horizonte pessoal qualquer intervenção política”.

Nunca equacionei qualquer carreira política ao nível nacional ou outro (...) Confirmo que tenho sido abordado por individualidades da nossa vida democrática no sentido supra apontado [candidatura às europeias], tendo referido não estar no meu horizonte pessoal qualquer intervenção política que, aliás, me está vedada, em decorrência do Estatuto dos Magistrados Judiciais”, justificou o juiz.

Carlos Alexandre salientou: “Sinto-me honrado pelo apelo que vem da sociedade civil e que estou certo não pretende qualquer aproveitamento do meu nome e imagem o qual, na eventualidade, repudio”.

A terminar a declaração, o juiz refere ainda que “nada mais tenho a comentar ou a declarar a este propósito”.

Nós, Cidadãos! mantém a esperança 

O partido Nós, Cidadãos! mostrou-se esperançado que até perto das eleições europeias de 26 de maio o juiz Carlos Alexandre aceite o convite para encabeçar uma lista do partido ao Parlamento Europeu.

O presidente do partido, Mendo Castro Henriques, afirmou à agência Lusa que a posição de Carlos Alexandre, segundo a qual não está no seu “horizonte pessoal qualquer intervenção política”, apenas se refere ao momento atual.

Vão aparecer mais apelos da sociedade civil [para se candidate], estamos convencidos que levarão a uma decisão favorável”, declarou Mendo Henriques.