"A maior parte dos estabelecimentos não estava preparado para o corte de energia e foram forçados a encerrar", explicou aquele responsável.