A Policia Judiciária deteve, esta quarta-feira, no âmbito de uma investigação em curso, um homem pela presumível autoria do crime de burla informática, na forma agravada, praticado de forma continuada, nos passados meses de setembro e outubro.

 

O suspeito, aproveitou-se da sua atividade profissional e da relação de confiança com alguns clientes, acedeu aos dados dos cartões de crédito, que passou a utilizar diariamente em proveito próprio. Ao todo efetuou despesas num valor superior a 80 mil euros,  usando para efeito as facilidades concedidas pela utilização da internet.

 

No decurso de buscas realizadas, no concelho de Ponta Delgada, foram encontrados e apreendidos documentos com relevância probatória.

 

O detido, de 62 anos de idade e empresário, foi presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.