As autoridades estão a investigar a morte de um homem de 75 anos, cujo corpo foi encontrado esta terça-feira à tarde a boiar nas águas do Rio Gilão, em Tavira, disse à Lusa fonte da capitania local.

O homem não aparentava sinais de violência, mas as autoridades ainda não conseguiram esclarecer se a queda foi acidental, indicou o comandante dos portos de Tavira e Vila Real de Santo António, Rui Andrade.

O óbito foi declarado no Serviço de Urgência Básica (SUB) de Vila Real de Santo António, para onde o homem foi transportado depois de ter sido submetido a manobras de reanimação pela equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que acorreu ao local, acrescentou.

O alerta foi dado por um cidadão que passava junto ao rio e avistou uma pessoa a boiar, cerca das 15:00, embora "aparentemente ninguém tenha assistido à queda", referiu aquele responsável.

No local esteve a Polícia Marítima de Tavira, os Bombeiros de Tavira e o INEM.