A TVI entrevistou em exclusivo o empresário Matthias Schmelz, o milionário alemão que foi representante da marca de aspiradores Rainbow e uma menor a quem este terá pago 400 euros por favores sexuais.

Entrevistado a partir do Dubai, Matthias Schmelz disse à TVI que não fugiu, que se "assustou".

Não fugi, eu não ando fugido, assustei-me", sublinhou.

Questionado se tinha saído de Portugal com a roupa que tinha no corpo e apanhado um uber para Madrid depois de o escândalo sexual ter sido noticiado numa série de reportagens da TVI, o empresário respondeu que sim.

Matthias Schmelz frisou que queria afastar-se para "pensar com calma".

Assustei-me, apanhei um susto valente e sabia que tinha jornalistas à porta da casa e do escritório e queria afastar-me para pensar com calma."

"E continuei a fazer o que sempre fiz que foi viajar e tratar dos meus negócios", acrescentou.

 

Quem é Matthias Schmelz e como chegou a Portugal?

Matthias Schmelz, de 59 anos, nasceu numa pequena aldeia a norte de Frankfurt

Depois da faculdade, começou a trabalhar na empresa de construção civil do pai. Em janeiro de 1989 tirou um mês de férias para vender aspiradores Rainbow e nesse mês fez 10.500 euros, dez vezes mais que o ordenado que recebia. Nunca mais voltou para a construção civil.

Aos 29 anos tornou-se representante da Rainbow numa zona da Alemanha e comprou a pronto o prédio que o pai tinha construído, mas que não conseguia vender.

Em 1992, telefonou para o presidente da americana Rexair e pediu para ser representante da Rainbow num país da Europa. O país disponível era Portugal

Em fevereiro de 1993, aterrou em Lisboa.

Alexandra Borges