Morreu uma das vítimas do esfaqueamento que ocorreu em Guimarães, na rua, durante a noite deste sábado, confirmou a TVI.

Fonte médica do Hospital de Guimarães confirmou à Lusa a morte de uma mulher, no bloco operatório daquela unidade, vítima de feridas "profundas no abdómen" e "laceração de múltiplos órgãos".

A mesma fonte hospitalar disse que a outra vítima ferida com gravidade, de 26 anos, entrou com uma "ferida penetrante no tórax", mas está "estável" e a evoluir favoravelmente.

As duas vítimas com ferimentos ligeiros nos membros superiores já tiveram alta hospitalar.

Quatro pessoas foram esfaqueadas, tendo duas delas ficado em estado grave, uma mãe e filho. A mulher, de 46 anos, acabou por não resistir e acabou por morrer.

O suspeito das agressões com arma branca foi detido pela PSP horas depois do ataque.

As agressões foram efetuadas "na via pública", “com uso de arma branca”, pelo que adiantou fonte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães. Tudo se passou na Travessa do Quintal, em Fermentões, no concelho de Guimarães.