Um juiz de instrução criminal do Tribunal de Guimarães aplicou, esta terça-feira, prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, a uma mulher suspeita de agredir e esfaquear um casal em Ferreiros, Braga, disse à Lusa fonte da Polícia Judiciária.

Segundo a fonte, a mulher ficará provisoriamente em prisão preventiva, até que a sua habitação seja dotada das condições técnicas necessárias para a vigilância eletrónica.

Os factos ocorreram na noite de domingo, durante uma discussão entre familiares.

A arguida, uma esteticista de 35 anos, está indiciada de homicídio qualificado na forma tentada e de ofensas à integridade física.

O marido da arguida ficou sujeito a termo de identidade e residência, indiciado pela prática de um crime de ofensas à integridade física, já que também terá participado nas agressões.

As vítimas, também marido e mulher, com ligações familiares aos agressores, foram agredidas a soco e a pontapé, tendo o homem sido ferido na cabeça e no abdómen por uma arma branca empunhada pela detida”, refere um comunicado da Polícia Judiciária.