A PSP de Espinho identificou um vigilante de 32 anos por suspeita de se ter identificado como polícia, informou hoje aquela força policial.

O caso remonta a novembro do ano passado, quando o suspeito se encontrava a almoçar num restaurante situado em Espinho, no distrito de Aveiro.

De acordo com um comunicado da PSP, no final da refeição o vigilante terá pedido uma embalagem de ‘take-away’ para levar o resto do almoço e ao verificar que na conta a pagar lhe estava acrescentado o valor da embalagem terá pedido o Livro de Reclamações.

"Após troca de palavras, o suspeito ter-se-á identificado como agente da PSP, exibindo um cartão”, refere a mesma nota.

No decorrer das diligências de inquérito efetuadas por esta polícia, foi identificado o suspeito, tendo sido constituído arguido e sujeito a Termo de Identidade e Residência.

A investigação criminal continua a decorrer.