Igreja não quer «misturas nem confusões»