Um sismo de magnitude 2,1 na escala de Richter foi sentido na última madrugada, às 02:57, e teve epicentro a oito quilómetros a sudoeste de Ponte de Lima. Não provocou danos, mas assustou quem sentiu a terra tremer.

Em declarações à TVI, o Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) esclarece que o fenómeno está enquadrado na atividade sísmica normal e não constitui qualquer foco de preocupação. 

Como foi em terra, foi sentido em várias localidades da região. Mas não foi nada de anormal ou alarmante", disse fonte do IPMA à TVI. 

Em comunicado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) precisa que o sismo foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente às 02:57 com uma magnitude 2,1 na escala de Richter e que o epicentro localizou-se a cerca de oito quilómetros a Sudoeste de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo.

Este sismo, de acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima II/III (escala de Mercalli modificada) na região de Ponte de Lima.

Também o sismo que se fez sentir ontem no distrito de Évora não constitui especial foco de preocupação e está enquadrada na atividade sísmica do país, assegura o IPMA. O sismo desta quinta-feira foi sentido e teve epicentro a 18 quilómetros de Estremoz, distrito de Évora, sem causar danos pessoais ou materiais, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).