Um empresário português em França, Adriano Caetano, foi encontrado morto na segunda-feira com vários ferimentos por arma branca no escritório da sua empresa em Montfermeil, na região parisiense.

A versão divulgada por vários órgãos de comunicação franceses de que o homem terá morrido devido a pelo menos oito golpes de arma branca no tórax e na garganta foi confirmada à agência Lusa por Maria Pinto, presidente do rancho Alegria Dos Emigrantes, com sede em Montfermeil.

Não tenho outra informação para além daquilo que já se sabe. [...] Ele era uma pessoa conhecida na comunidade e que já cá estava há bastantes anos", afirmou Maria Pinto, que disse ainda haver muitos portugueses nesta cidade da região parisiense.

O corpo foi encontrado pelos bombeiros na noite de segunda-feira depois do alerta feito por amigos da vítima. O crime decorreu na cave de uma moradia onde se situava o escritório da sua empresa.

Ainda segundo os relatos dos meios de comunicação franceses, a cave estaria fechada à chave quando as autoridades chegaram.

Adriano Caetano tinha 64 anos, era originário da região de Leiria e tinha empresas no ramo da construção da civil. Segundo o Lusojornal, jornal da comunidade portuguesa em França, seria um homem "tranquilo".

A investigação do caso foi entregue à brigada criminal da Direção Regional da Polícia Judiciária da Prefeitura de Polícia de Paris.

/ CE