O presidente da associação sindical dos investigadores da Polícia Judiciária, Carlos Anjos, afirmou-se esta sexta-feira convicto que não houve qualquer fuga de informação por parte desta polícia no processo Face Oculta.

«Tenho a certeza absoluta que não houve fuga de informação» por parte da Polícia Judiciária, afirmou aos jornalistas o presidente da Associação Sindical dos Funcionários da Investigação Criminal da Polícia Judiciária, à saída de uma audição na comissão eventual contra a corrupção.

«Dos dados que tenho e da confiança que tenho nas pessoas que investigaram esses casos, estamos perfeitamente descansados que não haverá surpresas», referiu ainda.

O representante dos inspectores da PJ admitiu que «qualquer violação do segredo de justiça, na fase de investigação, é sempre dramática para a investigação».

«Não é com gosto que assistimos a esta situação de devassa processual. Lamento», disse apenas.