Fábio Faustino achava que só acontecia aos outros, mas em setembro do ano passado concluiu que, afinal, às vezes, também acontece aos melhores. 

O terapeuta foi confrontado com uma carta da Autoridade Tributária e Aduaneira que garante que tem uma dívida de 3.356 euros, relativos ao primeiro ano de um mestrado.

É verdadeiro que, em 2011, Fábio inscreveu-se num curso na Faculdade de Motricidade Humana. Porém, poucos dias depois de ter feito a matrícula, o aluno cancelou a inscrição através de e-mail, como lhe tinha sido recomendado.

Sem qualquer objeção por parte da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, Fábio Faustino ficou a achar que tudo estava resolvido, sem custos, e inscreveu-se em outro curso, noutra faculdade.

Dez anos depois, o antigo estudante é surpreendido com a dívida e com a posição do presidente da escola, que considera o dinheiro devido, mesmo tendo o aluno frequentado apenas algumas aulas nos primeiros dias do ano letivo.

Fábio está, então, obrigado a pagar a propina relativa ao primeiro ano de um mestrado que não fez, pelo que tem travado uma luta para reaver aquilo que lhe pertence. 

"Quero o meu dinheiro de volta" é o 4.º episódio da rubrica 'Acontece aos melhores', para ver esta segunda-feira no Jornal das 8 da TVI.

Se tem algum problema que não consegue resolver, conte-nos a sua história para o e-mail aconteceaosmelhores@tvi.pt.

Emanuel Monteiro