Um homem morreu esta manhã depois de o barco em que seguia ter colidido com uma boia de sinalização, em Faro, o segundo acidente mortal na Ria Formosa na mesma semana, informou fonte da Autoridade Marítima Nacional.

Uma embarcação de recreio, com quatro tripulantes a bordo, colidiu hoje com a boia de sinalização n.º 13 do canal principal de Faro, na Ria Formosa, tendo causado a morte de um dos tripulantes da embarcação”, lê-se num comunicado daquela autoridade.

Segundo a Autoridade Marítima Nacional, o acidente ocorreu cerca das 09:30, quando a embarcação, que navegava da ilha de Faro para a ilha da Culatra, colidiu com a boia, tendo dois dos tripulantes sido “alegadamente projetados para fora da embarcação” e depois resgatados pela “embarcação acidentada e transportados para o cais comercial de Faro”.

No cais comercial de Faro, as vítimas “foram prontamente assistidas” pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e pelos Bombeiros Voluntários de Faro, que já os aguardavam, mas uma delas, um homem com 54 anos, “acabou por falecer, tendo o óbito sido declarado no local pelo médico do INEM”, é referido na nota.

O corpo foi posteriormente transportado pelos Bombeiros Voluntários de Faro para o Instituto de Medicina Legal de Faro.

O comando local da Polícia Marítima de Faro tomou conta da ocorrência e irá efetuar diligências no sentido de apurar o que esteve na origem do acidente, é acrescentado no comunicado.

Na noite de segunda-feira, uma colisão entre dois barcos num canal secundário da Ria Formosa, entre Faro e Olhão, provocou a morte de um homem de 26 anos, causando ainda um ferido.

A vítima mortal seguia numa embarcação de recreio com outro tripulante, quando ocorreu uma colisão com outro barco onde seguiam quatro pessoas.

/ CE