Um cidadão estrangeiro foi detido esta terça-feira e outro notificado para abandonar território nacional por permanência irregular em Portugal, numa operação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

De acordo com o SEF, na Operação Fronteira Branca, que se enquadra no reforço das atividades de fiscalização por ocasião da visita do Papa Francisco a Portugal e que decorreu na Via do Infante (A22), no Algarve, foi ainda cumprido um mandado de captura de um cidadão nacional para prestação de Termo de Identidade e Residência.

Na mesma operação, que decorreu perto de Faro e teve a colaboração da GNR, foram identificados 295 cidadãos nacionais e estrangeiros.

Foram igualmente fiscalizadas 80 viaturas nesta ação, que visou a deteção, combate e prevenção da imigração ilegal e uso de documentação fraudulenta.

Francisco é o quarto Papa a visitar Fátima, a 12 e 13 de maio, para canonizar os pastorinhos Francisco e Jacinta, no centenário das “aparições”, em 1917.

O Papa tem encontros previstos com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, logo à chegada, e com o primeiro-ministro, António Costa, no dia 13.

Os anteriores Papas que estiveram em Fátima foram Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010).