O ferido grave da explosão seguida de incêndio esta segunda-feira num apartamento em Penacova, no distrito de Coimbra, ficou com queimaduras de 2.º e 3.º graus em 90% do corpo, disse à agência Lusa fonte dos Hospitais de Coimbra.

A vítima, do sexo masculino, encontra-se internada na Unidade de Queimados do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), estando "ventilada e estável".

Uma explosão seguida de incêndio num apartamento no concelho de Penacova, no distrito de Coimbra, provocou hoje um ferido grave e dois ligeiros, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros locais.

Os dois feridos mais leves, ambos do sexo feminino, apresentavam queimaduras de 2.º grau. Uma já teve alta hospitalar e a outra foi transferida para a Unidade de Queimados do Hospital da Prelada, Porto, adiantou fonte do CHUC.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Penacova, António Simões, suspeita-se que a explosão tenha sido provocada por uma fuga de gás.

O interior do apartamento, situado em Cheira, ficou destruído, adiantou.

O alerta para os bombeiros foi dado às 09:36.

/ SL