A atividade clínica do hospital de campanha do Estádio Universitário, em Lisboa, será suspensa a partir de terça-feira, anunciou o presidente da Câmara, garantindo que a infraestrutura "permanece pronta para reabrir a qualquer momento".

Numa publicação nas redes sociais, Fernando Medina (PS) diz esperar que o equipamento "não seja mais necessário", mas ressalva que poderá reabrir "se assim se justificar".

O autarca adianta também que uma equipa de operacionais do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa procedeu hoje de manhã à descontaminação do espaço.

Em 01 de março, estavam 11 doentes internados com covid-19 no hospital de campanha de Lisboa, segundo António Diniz, coordenador do espaço.

Fazendo um balanço do primeiro mês de atividade (entre 23 de janeiro e 23 de fevereiro), o responsável adiantou, na altura, que o hospital de campanha recebeu 148 doentes.

O coordenador da estrutura referiu também que oito centros hospitalares e hospitais de Lisboa recorreram a este equipamento, numa altura em que se registou um agravamento da pandemia de covid-19.

No ano passado, durante o primeiro confinamento, a infraestrutura já tinha sido preparada, mas nunca chegou a ser utilizada.

/ MJC