"A delegação de saúde de Portimão chamada a intervir e a recolher análises ao produto ainda não possui conclusões das mesmas, mas refere que aparentemente o produto estaria em perfeitas condições de conservação e de forma a ser servido, o que leva a crer que se trata de uma bactéria numa parte especifica do leitão servido na quarta e quinta-feira. Independentemente da ausência de resultados o espaço que comercializa esse produto tomou a iniciativa de deitar ao lixo todo o leitão e derivados, no próprio dia em que foi feita a inspecção", escreveu a organização na rede social.