Os desfiles de Carnaval de Sesimbra, Ovar, Estarreja, Nazaré, Elvas e Mealhada foram esta terça-feira cancelados devido às condições climatéricas previstas para esta tarde, juntando-se ao adiamento dos desfiles da Figueira da Foz e do Funchal.

O cancelamento do desfile de Carnaval de Ovar previsto foi anunciado pela autarquia na página de Facebook.

De acordo com a nota, quem já tinha comprado bilhete para o corso carnavalesco vai ser reembolsado.

A Câmara Municipal de Sesimbra também decidiu cancelar o desfile de Carnaval, previsto para esta terça-feira, devido às condições climatéricas. 

As escolas de samba e grupos de axé voltam a sair à rua em julho, para mais um Carnaval de Verão", escreveu a autarquia no Facebook.

Também o desfile do Carnaval de Estarreja foi cancelado.

Devido ao mau tempo, não se realizará o Grande Corso desta terça-feira”, lê-se na página oficial de Facebook da organização do Carnaval de Estarreja.

O mau tempo obrigou ainda a Câmara Municipal da Figueira da Foz a adiar o desfile, previsto para esta terça-feira, para o próximo domingo, às 14:30, na Avenida Brasil, informou o município.

A Câmara Municipal da Figueira da Foz e a Associação de Carnaval de Buarcos e Figueira da Foz 2019 reuniram-se na segunda-feira e "decidiram adiar a realização do corso carnavalesco (...) em virtude dos alertas emitidos pela Proteção Civil", refere o município, numa mensagem na rede social Facebook.

O desfile de Carnaval de Funchal também foi adiado para sábado.

Em Elvas, o desfile integrado na 23.ª edição do Carnaval Internacional foi igualmente cancelado devido ao mau tempo, disse à Lusa fonte da organização.

A decisão de cancelar o terceiro corso carnavalesco, previsto para esta tarde, foi tomada, ao final da manhã, numa reunião entre o município e os responsáveis dos grupos que previam participar.

O desfile da Mealhada também foi cancelado devido às más condições meteorológicas, mas ficou assegurada a atuação das escolas de samba na tenda principal do certame, informou a organização.

Já depois das 15:00, quando a primeira escola de samba se preparava para arrancar com o desfile carnavalesco, começou "a chover muito" e a organização optou por cancelar o corso, disse à agência Lusa o responsável pela comunicação da Associação Carnaval da Bairrada (ACB), Bruno Gaspar.

A organização decidiu ainda devolver o valor do bilhete ao público.

Na segunda-feira, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou para o agravamento das condições meteorológicas nas próximas 48 horas, com períodos de chuva e vento fortes, agitação marítima na costa ocidental e queda de neve acima dos 1.200/1.400 metros.

PSP vai policiar corsos de Carnaval com 215 agentes

Mais de 200 agentes da PSP vão, esta terça-feira, policiar os corsos carnavalescos no âmbito da operação da PSP “Carnaval em Segurança 2019”, que, desde dia 26 de fevereiro, já deteve 432 pessoas, 125 das quais por condução alcoolizada.

Só para o patrulhamento dos corsos carnavalescos estão destacados 215 agentes, que estarão nos mais significativos desfiles da área de responsabilidade da PSP, incluindo Loures, Torres Vedras, Alhandra, Ovar, Figueira da Foz, Caldas da Rainha, Alcobaça, Nazaré e Peniche, revelou aquela força policial em comunicado.

Esta terça-feira cumpre-se o sétimo dia da operação “Carnaval em Segurança” da PSP, que realizou até segunda-feira 688 operações de fiscalização rodoviária, 51 fiscalizações a estabelecimentos no contexto da atividade de segurança privada e 210 outras ações de fiscalização, “na sua maioria no âmbito da prevenção da comercialização de artigos pirotécnicos e armas/explosivos”.

Na operação de Carnaval foram fiscalizadas 24.164 viaturas, sendo registadas e multadas 5.492 infrações ao código da estrada, incluindo 649 veículos que circulavam em excesso de velocidade, das quais 155 leves, 453 graves e 41 muito graves.

Nos sete dias da operação, estiveram envolvidos nas operações 6.081 polícias e 1.570 viaturas.

/ BM