A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, nesta terça-feira, a detenção em Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda, de um homem com 24 anos, "fortemente indiciado" pela autoria de um crime de incêndio ocorrido na própria casa.

De acordo com o Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, o homem é suspeito de, na segunda-feira, pelas 06:00, "ter ateado fogo na sua própria casa de habitação, onde residia juntamente com o seu progenitor e um irmão".

Segundo a PJ, "o comportamento delituoso empreendido pelo suspeito terá sido adotado num contexto de conflitualidade recorrente entre si e o seu progenitor".

O incêndio consumiu vários móveis, destruiu parcialmente a residência onde foi ateado e provocou ainda a morte de um cão, adianta a nota.

A PJ refere que o mesmo "só não terá assumido consequências ainda mais gravosas devido à sua oportuna deteção por parte de um padeiro que àquela hora passava no local e à eficaz intervenção do corpo de bombeiros que prontamente acorreu ao local".

O detido, "já muito referenciado pela prática de atos da mesma natureza", foi presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e sujeição a adequadas medidas de coação.

/ CM