O presidente da Associação de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima, defende que os docentes deviam integrar o plano de vacinação em curso ou, pelo menos, os que neste momento continuam a trabalhar presencialmente nas escolas. a Direção-Geral de Saúde (DGS) devia abranger o

Estender a vacinação aos professores seria uma atitude muito sensata da Direção-Geral de Saúde (DGS). Muitos estarão em casa, mas a DGS não faria nenhum favor se estendesse o plano de vacinação pelo menos que estão neste momento nas escolas", disse o docente em entrevista à TVI24.

Para que se proceda a um desconfinamento "em segurança" e "com saúde", Filinto Lima pede ao Governo um plano de reabertura das escolas, uma recomendação que também já foi feita pelo Presidente da República.

O timing terão de ser os especialistas da área da saúde a promovê-lo. Nós nas escolas percebemos de educação", rematou.

"Aceitar o regresso"

Na mesma linha, Jorge Ascensão, da Confederação Nacional das Associações de Pais, também defende a abertura das escolas.

Neste momento já há uma confiança e um maior esclarecimento para aceitar o regresso, sempre favorecendo as condições de saúde pública. Não sendo as escolas um problema, As escolas implicam mobilidade, as normas de segurança terão de continuar a ser cumpridas", defendeu em entrevista à TVI24.

 

Hoje, com mais serenidade, temos mais pais e professores a querer que o regresso seja possível tão breve quanto possível".

A dirigente socialista e ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou no sábado que o desconfinamento começará pelas escolas, referindo que o Governo já manifestou essa intenção.

Eu queria dizer que me revejo nesse problema. Não é por acaso que se procurou evitar o encerramento de escolas até ao limite do possível e que o Governo também já disse que é precisamente pelas escolas que recomeçará o desconfinamento", afirmou a socialista, membro do Secretariado Nacional do PS, através de videoconferência, no encerramento de um fórum promovido pela Juventude Socialista.

O chefe de Estado, o primeiro-ministro, o presidente da Assembleia da República e líderes partidários reúnem-se amanhã com especialistas para avaliar a situação da covid-19 em Portugal, antes de nova renovação do estado de emergência.

Lara Ferin